domingo, 30 de janeiro de 2011

Resposta



Na demagogia social
os nomes eruditos
são os únicos a serem ditos...
e para a mesma coisa
existe a palavra respeitável
e o nome inaceitável
que todo mundo usa,
conhece e fala
mas quando escutam
logo ficam indignados
com a cara feia
como se a bela e ressoante vagina
não tivesse o significado
da marginal e depravada buceta.

Nas duas caras
que insistem em manter
um punhado de gente
que se intitula sociedade
e diz do resto: "marginalidade"
falsidade é o sustento matriz
para deixar um povo infeliz
confuso e com medo
empurrado, também, para ter
um comportamento hipócrita
construindo, assim, uma triste história.

 E se você acha
que a minha língua é ferina
e que a minha palavra machuca
e em sua mente maluca
as barreiras da hipocrisia
vão-se até a poesia...
o seu horizonte limitado
não lhe deixa perceber
que neste mundo mal traçado
você é mais um a manter
a velhice e o atraso.

A minha língua ferina
é muito mais inocente
do que a sua mão de gente
fina e educada
mas também manchada
pelo sangue vermelho
que lhe escorre nos dedos...
o sangue sagrado
de um crucificado.









Nenhum comentário:

Postar um comentário