sexta-feira, 1 de abril de 2011

Sentimentos E Razões

Fortes são as Chuvas de Verão!
Necessárias... imprevistas...
Pancadas de amor entre o sol e a lua
refrescam calores contidos, suados,
endoidando a cabeça dos homens
que se dando às loucuras da liberdade
se abrem para as violências e prostituições
do mundo humano inventado
na vontade insana do espelho caído
que de luxúria cega a gente.
A Natureza em lágrimas
chora no frio da noite
lamentações em ventos uivantes
sussurrando lamúrias nos ouvidos
do romance impossível dos astros.
E é a angústia infinita da paixão
que afasta com dor verão e inverno,
nos limites do céu e do inferno,
dividindo sentimentos e razões.


Nenhum comentário:

Postar um comentário