quarta-feira, 6 de abril de 2011

A Um Amigo



Eu quero poder sentar-me
à sombra de uma árvore
e falar com amigos
sobre coisas agradáveis.

Queria que todo o sonho
se torna-se realidade
e que a vida voasse
nas asas do sonhador.

Mas meus desejos inoportunos
sempre levam-me à decepção
e após os infortúnios
só me restam cacos quebrados ao chão.

E quando chega a hora do arrependimento
a minha garganta entalada
aprisiona minha voz desgastada
e meus olhos refletem sentimentos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário